Vieira da Silva faz rasgado elogio a Sócrates

Falando na primeira pessoa ("eu sei porque vi"), tratando Sócrates por "Zé", o director da campanha socialista quis dizer ao país que o líder do PS não é como a oposição o 'pinta'. É um grande líder", disse esta noite Vieira da Silva.

Passo a passo, esta noite, em Setúbal, Vieira da Silva tentou explicar o líder com quem trabalha no Governo. As frases saiam em ritmo cadente: "Sei como te bateste e como te continuas a bater para mudar a nossa escola"; "Sei porque vi que foi a tua determinação que ergueu o Parque Escolar"; "Trabalho com ele há bastantes anos, nem sempre concordei com ele, nem sequer fui apoiante dele no início, mas eu sei, porque vi, que foi com José Sócrates que lançámos o Magalhães."

E Vieira da Silva continuou, por dez minutos, com outros exemplos: "Digo-o porque o vivi, que há muito de ti naquela aposta do Plano Tecnológico". O objectivo era opor isto ao que dizem "os reaccionários", "aos analistas de pacotilha", ao "ódio da oposição".

No coração do discurso, entraria a crise financeira e a crise política: "Eu sei, e cada vez mais os portugueses sabem, como lutou até ao limite das suas forças lutando para que Portugal resolvesse os seus problemas de financiamento sem a ajuda externa. Hoje sabemos que era possível esse caminho, quem o tornou impossível foi a Santa Aliança de todos os partidos da oposição", que acusou de terem tido "medo de perder eleições internas" - derrubando portanto o Governo.

Mas o ainda ministro da Economia continuou. Disse que "a força, a coragem, talvez até a teimosia" estão "longe de ser toda a verdade" sobre Sócrates.

"Gostava de te dizer, Zé, que nós vemos os teus olhos quando numa qualquer sessão de distribuição de certificados das Novas Oportunidades tu ouves contar a história de como essa vida mudou. Isso está nos teus olhos. Não é o ódio ao secretário-geral socialista que esconde essa verdade!". Um ódio, afirmou, partilhado por "políticos frustrados, comentadores de pacotilha".

No final do discurso, Vieira da Silva falou do "prestígio internacional de Sócrates. E leu uma carta que lhe foi enviada por Lula da Silva, elogiando Sócrates e apelando a uma vitória socialista.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG