Ferreira Leite aprova ajuda externa se for necessário

A ex-presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, disse hoje em Torres Vedras que concorda que o PSD apoie a decisão do Governo num pedido de ajuda externa, caso o país precise.

"Concordo que todos devem unir-se para fazer aquilo que no momento for necessário e importante para que o país consiga ultrapassar este momento", afirmou Manuela Ferreira Leite, ao ser questionada pelos jornalistas sobre se concorda com a decisão do PSD de apoiar o Governo num eventual pedido de ajuda externa. "À entrada para um jantar com militantes do PSD/Oeste para falar sobre "perspectiva financeira da economia portuguesa", a ex-líder do PSD considerou "condenável" que, quando há dois anos previu a entrada do Fundo Monetário Internacional em Portugal, "quem também viu e tinha poder de tomar decisões fingiu que não viu e atuou como se assim não fosse".

"Por isso é que estamos numa situação bem pior do que aquela em que poderíamos estar, caso as medidas e a orientação da política tivessem sido na altura de acordo com o que se perspectivava", concluiu. Sustentando-se nos especialistas que têm analisado os dados que apontam para a entrada do FMI no país antes da eleição do futuro Governo, a 05 de junho, Ferreira Leite defendeu que "evidentemente é possível".

Questionada sobre a relação entre o chumbo do quarto Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC) e a subida dos juros da dívida pública, a social-democrata disse que "não há relação". "Acho que a relação é entre a confiança de quem toma as decisões, que inspira ou não inspira os mercados e é essa confiança que nunca foi conseguida mesmo antes" com os anteriores PEC. "Viu-se ao longo deste tempo que as medidas não eram executadas nem eram suficientes", afirmou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG