"É dever do PR não empossar um governo minoritário"

Depois de 23 anos de diplomacia, Ana Gomes tornou-se conhecida dos Portugueses pelo protagonismo na Embaixada da Indonésia, no auge da Luta de Timor pela Independência. Fez depois um interregno na carreira para aderir ao PS de Ferro Rodrigues, um partido de acordo com os ideais de esquerda que lhe animam permanentemente o discurso, sempre frontal e crítico.

Em entrevista a João Marcelino, director do DN, Ana Gomes marca de forma inteligente a fronteira com o actual PS mas mão deixa, num momento de crise e combate político, de ser solidária com o líder, José Sócrates, ainda recentemente reeleito com cerca de 93% dos votos socialistas.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG