Basílio Horta: "Acho que vem aí um grande sarilho"

O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Basílio Horta, alertou hoje para a subida de juros em Portugal, antevendo a chegada de um "grande sarilho" para o país.

"Isto está mau como era previsto. Hoje os juros estão quase nos 10 por cento. Acho que vem aí um grande sarilho", disse Basílio Horta à agência Lusa.

Falando à margem de do lançamento da iniciativa empresarial Global Management Challenge, que decorreu em Lisboa, o responsável abordou ainda o papel da oposição sobre a eventual intervenção do Governo de gestão no pedido de ajuda externa.

"Deitaram abaixo o Governo, não aprovaram o PEC e agora vão pedir a quem deitaram abaixo para fazer as coisas? Eu não percebo nada, se calhar sou eu que estou a ver mal", disse em tom coloquial o responsável da AICEP.

Já na sexta-feira Basílio Horta que recordou ter lidado "directamente" com a presença do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Portugal, em 1978, e lembrou que "o FMI é cego" e "não tem a humanidade que um qualquer Governo, por muito pior que seja, tem".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG