Japão é o terceiro maior produtor de energia nuclear

O Japão é o terceiro maior produtor mundial de energia nuclear, a seguir aos Estados Unidos e à França, assegurando por essa via um terço da sua electricidade, segundo dados divulgados hoje pela agência noticiosa oficial da China.

Citando a Agência Internacional de Energia Atómica (IAEA), a agência refere que o Japão começou a produzir energia nuclear na década de 1960, detendo hoje 54 reactores, enquanto a França tem 58 e os Estados Unidos têm 104. Quase metade dos 442 reactores nucleares em actividade no mundo está concentrada naqueles três países.

A Rússia, berço do primeiro reactor nuclear, em 1954, figura em quarto lugar, com 32 reactores, seguindo-se a Coreia do Sul (21), Índia (20), Reino Unido (19), Canadá (18), Alemanha (17) e Ucrânia (15). Por agora, a China aparece em 11º lugar, com 13 reactores, mas segundo estimativas ocidentais, 27 dos 65 reactores em construção no mundo inteiro situam-se em território chinês.

Entre os 30 países com centrais nucleares, a França é aquele onde o nuclear representa a maior fatia na produção de energia eléctrica: quase 80 por cento.

Na terça-feira passada, a porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros disse que as autoridades ambientais do país "não detectaram nenhuma situação anormal" de radioactividade na China e "todas as instalações nucleares chinesas" estavam a "funcionar normalmente".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG