'Primavera árabe' nos 241 candidatos a Nobel da Paz

Personalidades da 'primavera árabe', o Wikileaks, os pais da Internet e a União Europeia encontram-se entre os 241 candidatos - um novo recorde - deste ano ao prémio Nobel da Paz, anunciou hoje, terça-feira, o Instituto Nobel norueguês.

"O número definitivo de candidaturas é de 241, incluindo 53 organizações", declarou o director do Instituto Nobel, Geir Lundestad.

O anterior recorde - 237 candidatos - foi registado no ano passado.

A lista é um segredo bem guardado durante 50 anos, em conformidade com os estatutos do Nobel, mas, sem trair a identidade dos nomeados, Lundestad notou que a edição de 2011 foi influenciada pelas revoltas populares no mundo árabe.

"Recebemos várias propostas que reflectem a situação" na Tunísia, Egito e Líbia, disse.

Milhares de pessoas em todo o mundo - deputados e ministros, anteriores laureados, membros de algumas instâncias internacionais, alguns professores universitários - podem apresentar candidaturas até 1 de Fevereiro.

Um deputado norueguês, Snorre Valen, anunciou ter proposto o Wikileaks, considerando que o 'site' criado pelo australiano Julian Assange e especializado na publicação de informações confidenciais tinha permitido expor "a corrupção, os crimes de guerra e a tortura".

A organização não governamental de defesa dos direitos humanos russa Memorial e uma das suas responsáveis, Svetlana Gannuchkina também foram nomeadas pelos esforços na protecção das liberdades na Rússia.

A lista inclui também os três homens a quem é atribuído o nascimento da Internet: os norte-americanos Larry Roberts e Vint Cerf e o britânico Tim Berners-Lee.

Outras candidaturas conhecidas: a UE, o antigo chanceler alemão Helmut Kohl, a Presidente da Libéria Ellen Johnson Sirleaf, o dissidente cubano Oswaldo Paya Sardinas, o médico congolês Denis Mukwege, a dissidente uigure Rebiya Kadeer, a comunidade católica de Sant'Egidio e a militante afegã dos direitos humanos Sima Samar.

O nome escolhido será anunciado em Outubro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG