Manifestantes reagem com fúria à declaração do exército

Os manifestantes egípcios reunidos junto ao palácio do governo, no Cairo, reagiram com fúria à declaração do exército de apoio às reformas anunciadas pelo Presidente, Hosni Mubarak, que se mantém no poder apesar dos protestos.

No momento em que o comunicado do exército era lido na televisão estatal, um coronel leu a mesma mensagem de apoio a Mubarak em voz alta aos manifestantes reunidos em frente do palácio presidencial, segundo um jornalista da agência noticiosa francesa AFP no local. Ao ouvi-la, os manifestantes reagiram com fúria e um deles arrancou o microfone das mãos do coronel para protestar.

"Vocês desiludiram-nos, depositámos toda a nossa esperança em vocês", gritou o manifestante enquanto a multidão gritava palavras de ordem contra Mubarak.

Na declaração, a segunda em dois dias, o exército do Egito declara-se o garante das reformas prometidas por Mubarak e adverte contra qualquer atentado à segurança do país ou dos cidadãos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG