Presidência portuguesa da UE traçou o caminho do Tratado de Lisboa

A presidência portuguesa da UE decidiu o Tratado de Lisboa, substituto da constituição europeia.

Portugal exerceu pela terceira vez a presidência da UE, no segundo semestre de 2007, tendo assumido como prioridades a realização das cimeiras com África e o Brasil, a aprovação do Tratado de Lisboa e o lançamento da segunda fase da Agenda de Lisboa.


“Porreiro, pá!”, foi uma frase, célebre, que está associada à presidência portuguesa. Foi dita por José Sócrates a Durão Barroso, na cimeira de Outubro de 2007, reunião em que foi finalmente conseguido um acordo a 27 sobre o substituto da constituição europeia. O primeiro-ministro português e presidente em exercício da UE festejava a ocasião com o presidente da Comissão Europeia e ex-primeiro-ministro português. Antes de Portugal, presidira à UE a Alemanha, depois, a Eslovénia. Esta teve como principal desafio a gestão da independência unilateral do Kosovo (antiga província da Sérvia).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG