"Vou lutar", disse Capriles oficializando a candidatura

O governador Henrique Capriles Radonski anunciou este domingo que será o candidato da oposição venezuelana nas eleições presidenciais de 14 de abril, apondo-se assim ao atual presidente interino, Nicolás Maduro.

"Eu vou lutar", disse Capriles numa conferência de imprensa, acrescentando que não iria deixar "caminho livre" para o sucessor escolhido pelo antigo presidente Hugo Chavéz. De acordo com a AFP, o opositor de Nicolás Maduro entregará a sua candidatura até terça-feira às autoridades competentes.

Nicolás Maduro, 50 anos, ex-vice-presidente e que na sexta-feira foi empossado presidente interino, já anunciou a sua candidatura ao escrutínio, um desejo manifestado por Chávez em 8 de dezembro, quando admitiu a possibilidade da sua morte.

A principal coligação da oposição venezuelana, a aliança Mesa de Unidade Democrática, decidiu no sábado, por unanimidade, propor Capriles como o seu candidato às eleições presidenciais. O governador de Miranda, de 40 anos, foi derrotado pelo falecido Hugo Chavéz nas eleições de outubro de 2012.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG