Ratko Mladic entregou Karadzic para evitar ser julgado no TPI

Sérvia procura quem ajudou o antigo líder dos sérvios da Bósnia

O comandante militar Radovan Karadzic é um dos criminosos de guerra procurados pelo Tribunal Penal Internacional para a ex- Jugoslávia (TPI), sediado em Haia, que esteve na origem da detenção do ex-presidente da república dos sérvios da Bósnia. Em troca da entrega do seu chefe, Ratko Mladic terá conseguido a promessa de que a sua captura será adiada, provavelmente até 2009.
A revelação foi feita, ontem, pelo diário britânico Daily Telegraph que cita uma fonte próxima dos serviços secretos alemães, BND. "Mladic deu informações sobre Karadzic, provavelmente há alguns meses, para se salvar. Isso significa que ele sabe que haverá julgamento", disse a fonte em questão.

"Serviços secretos ocidentais ajudaram à captura de Karadzic. Ou seja, a CIA em colaboração com os alemães, franceses e britânicos", disse a mesma fonte adiantando: "Estes Governos europeus estão interessados em conseguir que a Sérvia entre na UE e se afaste da Rússia."

O diário britânico referia, a propósito, que se esperava que a captura de Mladic ocorresse antes da de Karadzic, tendo em conta que os serviços secretos tinham mais informações sobre o paradeiro do primeiro. No entanto, isso não aconteceu, o que gerou especulações na capital sérvia sobre a possibilidade de que Mladic tenha vivido [ou viva] em Belgrado perto do seu antigo chefe e aliado e tenha inclusive adoptado um disfarce idêntico.

Luka Karadzic, irmão do ex-líder dos sérvios da Bósnia, afirmara que este tencionava entregar-se em Janeiro de 2009, quando o tribunal de Haia deixa de abrir novos processos e, portanto, seria julgado na Sérvia. Este terá sido também o objectivo da negociação de Mladic: adiar a sua captura para um momento em que já não corra o risco de ser extraditado para Haia. Mas a situação não parece assim tão simples.

A captura de Karadzic levou a comunidade internacional a aumentar a sua pressão sobre Belgrado para que entregue Ratko Mladic que, segundo fontes concordantes, terá a protecção de segmentos do poderoso exército sérvio com os quais o Governo não deseja entrar em conflito.

Entretanto, o Governo de Belgrado avançou que irá perseguir e punir os que ajudaram Karadzic a adquirir a falsa identidade. Tudo indica que essa aquisição ocorreu durante o regime de Slobodan Milosevic, que caiu em 2000.

Bíblia e água mineral

Radovan Karadzic, que se encontra detido numa cela de alta segurança em Belgrado, recebeu ontem a visita da irmã e de dois irmãos. No final da visita, Luka Karadzic afirmou que o detido "não está em greve de fome, mas a fazer uma dieta durante a qual apenas bebe água mineral por uns dias, depois volta a comer normalmente. Está a beber água mineral e a ler a Bíblia".


Ao ser detido, sexta-feira, Karadzic preparava-se para passar 15 dias num spa perto de Belgrado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG