Crise e eleições alemãs vistas de onde se corta o 'rating'

Moritz Kraemer lidera equipa da S&P que trata da dívida soberana europeia. Diz que crise não é tema da campanha alemã e nega que as agências de "rating" a tenham provocado

Já o classificaram como "Sr. Mãos de Tesoura", por ser o rosto mais visível do corte do rating da dívida de países como Portugal, por exemplo. Mas Moritz Kraemer recusa a etiqueta.

Líder da equipa que analisa os ratings da dívida soberana da Europa, Médio Oriente e África na Standard & Poor"s, diz que não toma decisões sozinho e tudo é feito por critérios. E que apesar de importante, a crise na Zona Euro não é grande tema de campanha na Alemanha, país que tem eleições legislativas no domingo.

LEIA MAIS NO E-PAPER DO DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG