Benfiquista Marisa Matias com prioridade à Saúde

No primeiro dia campanha para as eleições europeias, Marisa, a cabeça de lista do Bloco de Esquerda, escolheu dar o seu sorriso e um abraço a pessoas com deficiências que lutam para serem integradas na sociedade.

Muito concentrados, os utentes do Centro de Reabilitação e Integração Torrejana (CIRT), em Torres Novas, não resistem a olhar a visita simpática de hoje.

Marisa Matias, a cabeça de lista do Bloco de Esquerda (BE) às eleições europeias, enche a sala com o seu sorriso. "Que fundo de ecrã espetacular!!", diz para um dos formandos de informática, que tem o símbolo do Sport Lisboa e Benfica a encher a janela do seu equipamento.

Benfiquista assumida, Marisa Matias quis vir a este Centro para mostrar que a questão da Saúde e da integração das pessoas com deficiências é uma "prioridade" para o BE, na agenda para o Parlamento Europeu.

A visita demora cerca de uma hora, com tempo para visitar todos os departamentos de formação do CIRT, da carpintaria, à serralharia, costura, agricultura, ceramica e artes gráficas.

Marisa desfila com as suas jeans 'Guess', botas castanhas a chegar a meio da barriga da perna, blusa leve branca a preta, a condizer com o azeviche do cabelo. Tem uma palavra afável em cada uma das salas. Aproxima-se dos presentes, conversa, faz perguntas sobre as suas atividades.

Na sala de cerâmica, conhece Helena, surda, que está a moldar uma jarra. Pede-lhe que a ensine a 'dizer' Marisa em linguagem gestual. As dedos de ambas estão em sincronia. Marisa gosta do 'S', o punho fechado: "Gosto desta letra com o punho erguido!"

À saída,um abraço apertado aos responsáveis do CRIT e ainda tempo para criticar a política de Governo em relação aos apoios à população com deficiências e à sua integração no mercado de trabalho.

Marisa Matias adiantou ainda que o BE "vai decidir brevemente" se vai ou não apresentar queixa à Comissão Nacional de Eleições sobre a reunião extraordinária do Conselho de Ministros convocada para dia 17. "Entendemos que é um ato de campanha do Governo, uma propaganda constante", afirmou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG