Dominique Strauss-Kahn volta hoje a tribunal

O antigo director-geral do Fundo Monetário Internacional Dominique Strauss-Kahn vai comparecer na sexta-feira em tribunal, no âmbito de um inquérito de crimes sexuais de que é suspeito, anunciou hoje o gabinete do procurador de Nova Iorque.

O gabinete do procurador não explicou porque Strauss-Kahn volta a tribunal tão cedo, uma vez que o antigo director-geral do FMI não deveria voltar ao tribunal até à audiência preliminar agendada para 18 de Julho.

"Dominique Strauss-Kahn vai comparecer amanhã [sexta-feira] no tribunal às 11:30 [16:30 em Lisboa]. Nenhum detalhe será fornecido sobre esta comparência antes que o acusado compareça", afirmou Erin Duggan, porta-voz do procurador Cyrus Vance, em comunicado, citado pela agência noticiosa francesa AFP.

O antigo diretor-geral do FMI foi detido a 14 de maio, num avião com destino a Paris. Strauss-Kahn foi acusado de agressão sexual contra por uma funcionária do hotel Sofitel, em Manhatan, onde esteve alojado. Na última audiência em tribunal, Dominique Strauss-Kahn declarou-se inocente de todas as acusações.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG