Detenção sem impacto sobre resgate a Portugal

A Comissão Europeia garantiu hoje que a detenção do director-geral do FMI não terá "qualquer impacto" sobre o programa de assistência financeira a Portugal, que deverá ser aprovado "dentro de horas" pelos ministros das Finanças europeus.

Referindo-se a "títulos alarmistas" na imprensa sobre o possível impacto da detenção de Dominique Strauss-Kahn, em Nova Iorque, sobre os programas de resgate em curso, o porta-voz do comissário europeu dos Assuntos Económicos disse hoje em Bruxelas que a Comissão está "absolutamente confiante que haverá uma continuidade total, não só nas operações, mas também nos processos decisórios do FMI".

"Portanto, que fique claro: esta situação não terá impacto, qualquer que seja, nos programas em curso, para a Grécia e para a Irlanda, nem tão pouco para a decisão que deve ser tomadas nas próximas horas para Portugal", declarou Amadeu Altafaj Tardio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG