Passos Coelho desvaloriza a ausência de Cavaco Silva

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, desvalorizou hoje a ausência do Presidente da República nas cerimónias fúnebres de José Saramago, considerando que Cavaco Silva cumpriu as funções de chefe de Estado.

À margem de um almoço-convívio em Leiria, Pedro Passos Coelho disse não querer contribuir para polémicas no dia do adeus a José Saramago. 'O senhor Presidente da República enviou como chefe de Estado uma mensagem na qual eu, como português, me revejo', afirmou.

O presidente do PSD salientou ainda que, por momentos, é preciso 'pôr de lado algumas dessas polémicas e concentrarmo-nos no que é essencial, num dia em que uma pessoa com a grandeza de José Saramago deixa um vazio na nossa cultura'.

'É importante lembrar a pessoa controversa, mas de grande força e de caráter que foi José Saramago; o homem de cultura e que lhe valeu o Prémio Nobel; aquilo que é a sua obra intemporal que fica não apenas para a literatura portuguesa, mas também para a literatura universal', acrescentou.

Passos Coelho lembrou ainda que o PSD esteve representado nessas cerimónias pelo o vice-presidente e pelo secretário-geral. 'Eu fiz declarações que julgo que são particularmente enfáticas da forma como o PSD olha para José Saramago e para a obra que ele deixa. Neste dia, com cada um na sua função, podemos prestar uma última homenagem ao vulto que foi e ainda é José Saramago.'

Sobre a alegada intenção do Governo pretender nomear um ex-ministro das Obras Públicas para o Conselho Fiscal de Seguradoras do grupo da Caixa Geral de Depósitos, o presidente do PSD referiu que não quer pessoalizar as escolhas. No entanto, 'os Governos deviam abster-se de, com tanta insistência, nomear ex-ministros ou ex-membros do Governo para funções que estão na esfera pública'.

E acrescentou que as explicações pedidas ao Governo por alguns deputados social-democratas 'não foi uma ação concertada com o presidente do PSD', mas 'é normal que os deputados o façam, porque é a eles a quem cumpre fazer a fiscalização do Governo'.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG