Sócrates garante que TGV avança mesmo

O primeiro-ministro não desvendou as medidas que serão negociadas com a 'troika', mas garantiu que a linha de TGV entre o Poceirão e Caia será construída. E voltou a afirmar que os portugueses ainda "vão ter saudades do PEC" que a oposição chumbou.

Falando sobre o programa eleitoral socialista, apresentado ontem, Sócrates insistiu na construção da linha de TGV entre o Poceirão e Caia, que tem o financiamento assegurado. O primeiro-ministro reconheceu ainda que o calendário das outras obras públicas terá de ser adaptado às condições financeiras.

Quanto ao resultado das negociações com a 'troika', José Sócrates disse compreender que "os portugueses estejam ansiosos", avisando que "para defender o País e a sua dignidade a negociação tem de ser discreta".

"O Governo está a fazer o melhor para minorar as consequenciais sociais e económicas. A negociação será tão rápida quanto mais discreta", acrescentou no Fórum TSF, antes de notar que o acordo para a ajuda externa tem de estar fechado a tempo da reunião dos ministros das Finanças de 16 de Maio: "Julgo que teremos nas próximas semanas condições para que esse acordo e programa possa ser público e seguir os trâmites europeus".

Sócrates disse não ter nenhuma dúvida de que a Finlândia vai votar a favor da ajuda a Portugal, porque esta é uma "crise sistémica que afecta todos os países do euro".

O primeiro-ministro demissionário notou que "a Finlândia não vai pagar nada". "Os europeus vão ajudar emprestando dinheiro. Nós vamos pagar de volta. Trata-se de um empréstimo", disse.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG