Rumores sobre reestruturação da dívida grega colocam taxas a 2 e 5 anos acima dos 11,5%

Os juros exigidos pelos investidores para transacionar títulos de dívida soberana portuguesa a dois e a cinco anos negoceiam hoje acima dos 11,5 por cento, pressionados pelos rumores de que a Grécia poderá ter de reestruturar a dívida.

"s 09:45, os juros exigidos pelos investidores para transacionar títulos de dívida soberana portuguesa com maturidade a dois anos negociavam, em média, nos 11,792 por cento no mercado secundário, segundo a agência de informação financeira Bloomberg.

Já o 'spread' face à dívida alemã nesta maturidade atingia os 1005 pontos base.

Na maturidade a cinco anos, os juros exigidos pelos investidores para deterem títulos de dívida soberana portuguesa negociavam nos 11,589 por cento, ligeiramente acima dos 11,550 por cento de sexta-feira, enquanto o 'spread' face aos títulos alemães com o mesmo prazo situava-se nos 907,5 pontos base.

Quanto à taxa de juros da dívida a dez anos, esta situava-se hoje nos 9,601 por cento, também ligeiramente acima 9,557 por cento de sexta-feira. Já o 'spread' face à dívida alemã estava nos 645,5 pontos base.

A subida das taxas de juros de hoje ocorre depois de, na semana passada, ter sido noticiado que a Grécia planeava abandonar a Zona Euro e voltar a usar o dracma, a divisa do país antes de aderir à moeda única.

Apesar de ter sido desmentida pelo governo helénico, a notícia teve impacto no valor do euro e levou a que se especulasse em relação a uma eventual reestruturação da dívida grega e também da dívida irlandesa.

Entretanto, no domingo, o ministro das Finanças britânico, George Osborne, disse que o Reino Unido está relutante quanto a ajudar financeiramente Portugal e recusou participar num "segundo resgate" à Grécia.

"Não nos vejo a assinar um cheque diretamente do contribuinte britânico para o grego ou o português. A Irlanda foi um caso especial", disse Osborne, num entrevista à britânica BBC, citado pela agência de notícias Efe.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG