"Países europeus vão ser solidários com Portugal"

O presidente do BES, Ricardo Salgado, disse hoje que acredita que os países da União Europeia vão mostrar a sua solidariedade em relação a Portugal e que, caso assim não aconteça, "é muito mau presságio" para a integração europeia.

"Acredito que os países da União Europeia (UE) e Monetária, o Reino Unido não é da União Monetária, mas penso que os países da UE vão mostrar a sua solidariedade em relação a Portugal, assim como mostraram em relação à Grécia e à Irlanda. E seria muito mau presságio se algum falhasse. A solidariedade é o cimento da União Europeia e da União Monetária, por isso, acredito que vão participar", afirmou aos jornalistas Salgado, depois de questionado sobre as notícias que apontam para divisões no Reino Unido sobre a ajuda a Portugal.

"Isto mostra uma coisa, que é evidente, é que a crise não é só portuguesa, nem grega, nem irlandesa. A crise ultrapassa estes países. É de todos os países da Europa, com exceção da Alemanha, e em certa medida da França e de alguns países do Norte da Europa, mas é uma crise muito mais profunda e os países estão com dificuldades em fornecer os recursos aos outros pela via da solidariedade", considerou o presidente do Banco Espírito Santo, à margem da entrega do Prémio BES Biodiversidade, em Lisboa.

Sobre as medidas negociadas com a 'troika' internacional pelo Governo português no âmbito da ajuda externa, Salgado reforçou a ideia de que são "duríssimas" e que "é um grande desafio para Portugal e para os portugueses, mas que têm que ser cumpridos os objectivos que foram traçados".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG