PCP fala em "novos pretextos" para mais austeridade

A declaração do primeiro-ministro revela que o Governo "procura novos pretextos" para justificar os seus erros, impor mais austeridade e liquidar direitos dos portugueses, acusou este domingo o PCP.

O Governo e Pedro Passos Coelho "querem à força e à margem da lei impor" políticas que ameaçam o regular funcionamento das eleições e justificam a realização de novas eleições, declarou o dirigente da Comissão Política do PCP Jorge Cordeiro.

"Não foi o Tribunal Constitucional nem a Constituição que criaram" a recessão ou o elevado nível de desemprego, frisou Jorge Cordeiro, argumentando que "só o Governo é responsável" pela situação em que o País está.

O PCP corresponsabilizou também o Presidente da República, Cavaco Silva, pela crise.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG