Portas: CGD privilegia BPN em relação às empresas

O líder do CDS-PP acusou hoje a Caixa Geral de Depósitos de estar mais concentrada em "ser o carro vassoura das fraudes do BPN" do que no apoio às empresas, instando o Estado apoiá-las com "medidas decisivas".

"As pequenas e médias empresas são decisivas para o nosso futuro", sublinhou Paulo Portas, em Santa Catarina (Caldas da Rainha) depois de uma visita ao Ivo Cutelarias, que há mais de 50 anos se dedica ao fabrico de facas.

No dia em que o novo ministro da Economia, Teixeira dos Santos, se reúne com associações empresarias para analisar medidas concretas para as PME, o líder do CDS exortou o Estado a tomar "medidas decisivas" para resolver "problemas" como o acesso ao crédito, os pagamentos por conta "altíssimos", o atraso no pagamento da dívidas do Estado ou a devolução do IVA.

"Quando o banco do Estado, a Caixa Geral de Depósitos, em vez de estar concentrado no apoio às PME está concentrado em ser o carro vassoura das fraudes do BPN e de outras instituições", acusa Portas, questionando o Estado se quer "apoiar a sério" as empresas portuguesas ou que estas "fechem e depois ter que pagar subsídio de desemprego".


DYA

Lusa

Mais Notícias

Outras Notícias GMG