Claques e ovos

O mais fácil é sempre dizer " Claques não!" O problema é que mesmo assim elas se organizam, para o bem e para o mal e conseguem ter capacidade de atracção sobre jovens bons e maus.

O Benfica não é responsável pelo que fazem alguns dos membros dos No Name Boys, que pelos vistos as autoridades policiais detiveram no fim-de-semana por problemas de tráfico de drogas e outras malfeitorias. Mas Portugal, infelizmente, também é isso e o futebol e as suas claques não são mais do que emanações de um país onde se atiram ovos a uma ministra à porta de uma escola, ou onde os clubes não deixam entrar jornalistas nos seus estádios e centros de treino só porque escreveram verdades publicadas em relatórios e contas (e é pena que isso também já aconteça no Benfica).

Porque muitos dos outros problemas das claques são consequências - e não causas - do que fazem os dirigentes. Há uma "geração rasca" nos adeptos dos estádios? Provavelmente sim.

Mas se os clubes (Benfica, Sporting, FC Porto, Guimarães) não têm mão nesses adeptos com registo criminal, resta, de facto, a polícia para os casos de polícia. Como este.|

O mais fácil é sempre dizer " Claques não!" O problema é que mesmo assim elas se organizam, para o bem e para o mal e conseguem ter capacidade de atracção sobre jovens bons e maus.

O Benfica não é responsável pelo que fazem alguns dos membros dos No Name Boys, que pelos vistos as autoridades policiais detiveram no fim-de-semana por problemas de tráfico de drogas e outras malfeitorias. Mas Portugal, infelizmente, também é isso e o futebol e as suas claques não são mais do que emanações de um país onde se atiram ovos a uma ministra à porta de uma escola, ou onde os clubes não deixam entrar jornalistas nos seus estádios e centros de treino só porque escreveram verdades publicadas em relatórios e contas (e é pena que isso também já aconteça no Benfica).

Porque muitos dos outros problemas das claques são consequências - e não causas - do que fazem os dirigentes. Há uma "geração rasca" nos adeptos dos estádios? Provavelmente sim.

Mas se os clubes (Benfica, Sporting, FC Porto, Guimarães) não têm mão nesses adeptos com registo criminal, resta, de facto, a polícia para os casos de polícia. Como este.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG