Polícia de intervenção vigia elementos da claque à porta do TIC

Perto de uma dezena de elementos da Polícia de Intervenção foi destacada para o Tribunal de Instrução Criminal com o objectivo de evitar a repetição dos incidentes verificados no primeiro dia de interrogatório, quando adeptos da claque agrediram jornalistas.

Ontem, o apoio aos detidos associados aos No Name também se fez sentir, mas os ânimos estiveram mais calmos, com os jornalistas a serem "apenas" alvo de alguns insultos quando eram ligadas as câmaras televisivas e fotográficas na direcção dos elementos do grupo. A polícia mantinha-se atenta a todos os movimentos.

Desde manhã cedo que elementos ligados à claque instalaram-se no passeio oposto à entrada do tribunal, assistindo à chegada e saída das carrinhas celulares. O número de elementos da claque aumentou significativamente ao final da tarde, tendo chegado às duas dezenas.

A saída dos últimos interrogados, perto das 21.00, foi saudada com aplausos e cânticos do Benfica. Alguns familiares - pouco mais de uma mão cheia - dos detidos também marcaram presença, mas permaneceram afastados dos adeptos da claque.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG