"Culpa é de dirigentes e governantes"

Um dos líderes da Torcida Verde, a claque que avançou primeiro para a legalização, disse ao DN que "esta era uma situação esperada", sobretudo por "a Lei nunca ter sido cumprida", o que gerou uma sensação "de impunidade" que acabou por alimentar os movimentos marginais dentro das claques.

Luís Carlos diz que há responsáveis: "A culpa é dos dirigentes dos clubes que alimentam, através do apoio com bilhetes ou instalações, monstros que depois se tornam maiores do que os criadores". Mas há mais: "Os governantes também, porque a Lei não era cumprida e deixou-se sempre andar".

O dirigente da Torcida Verde fala ainda da necessidade de acelerar o processo legislativo para que a Lei 16/2004, que regula a actividade dos grupos organizados de adeptos, seja revista o mais rápido possível. Mas só no início do próximo ano haverá novas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG