Gripe suína: críticas às medidas adoptadas no México

As autoridades mexicanas começas a ser criticadas pela resposta que estão a dar ao alastrar da gripe suína que teve origem no país. Contudo, o número de mortes causadas pelo vírus começa a diminuir.

Seis mortes no sábado, cinco no domingo e três nas últimas horas. É este o balanço revelado pelo ministério da Saúde mexicano, que, recorda a agência AP, ainda não respondeu a questões essenciais: não foram dados medicamentos aos familiares das vítimas mortais, não está determinada a origem da contaminação nem se sabe como começou.

E ao mesmo tempo que o governo aconselha os cidadãos com sintomas a dirigirem-se aos hospitais, existem relatos de pessoal médico com medo de tratar os doentes. O governo mexicano fala de um orçamento de cinco mil milhões para a saúde mas confessa dificuldades na adopção dos melhores métodos de tratamento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG