Gripe A: passageiros de voo do México sob vigia

As pessoas que viajaram com a mulher que testou positivo ao vírus da gripe A já foram contactadas por elementos da Direcção-Geral de Saúde e estão ser seguidas de perto. Na última semana chegaram a Portugal em voos directos 4000 passageiros oriundos de Nova Iorque e México, diz fonte da ANA

Os passageiros que viajaram no mesmo voo da portuguesa cuja análise ao vírus da gripe A deu positivo, já foram contactados por elementos da Direcção-Geral de Saúde e estão a ser acompanhados, disse ao DN fonte de autoridade responsável da saúde. No caso de terem sintomas suspeitos estes passageiros têm um contacto para onde devem ligar de imediato, informou a mesma fonte. A mulher de 31 anos - que continua de quarentena em casa com a família - veio do México, há cerca de duas semanas

A doente tem apresentado melhoras Mas até chegar a resposta sobre os resultados das análises do laboratório de Londres, referenciado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), continua a a ser considerada um "caso provável" de infecção com o vírus da gripe de tipo A H1N1.

Por isso, Portugal passou a figurar desde ontem e pela primeira vez, na lista de países com "casos prováveis" de gripe AH1N1 do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC). Um centro onde já se registam 49 casos confirmados na Europa e 14 prováveis a nível europeu.

A lista do ECDC, divulgada na página daquele organismo, refere 20 casos confirmados em Espanha, 15 no Reino Unido, seis na Alemanha, dois em França e um caso na Dinamarca, Áustria, Irlanda, Itália, Suíça e Holanda. E aponta ainda nove casos prováveis em Espanha, três em França, um na Suécia e outro em Itália.

Os resultados da análise realizada no Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa, na quinta-feira foram enviados para Londres nesse mesmo dia à noite, tal como confirmou ao DN o presidente daquela entidade, Pereira Miguel. Londres deveria dar uma resposta em 48 horas, mas até à hora do fecho desta edição ainda não t inha chegado nenhum informação a Lisboa. Os resultados são esperados durante o dia de hoje.

Este processo de confirmação num laboratório de referência deixará de ser necessário, já que segundo a ministra da Saúde, Ana Jorge, os kits que permitem efectuar as análises no País devem chegar aos dez laboratórios de referência portugueses já no início desta semana. O que tornará bem mais rápido o processo.

Por enquanto, garante fonte das autoridades de saúde, também não há novos casos suspeitos de terem contraído a doença, apesar de Ana Jorge ter já admitido esperar mais casos suspeitos esta semana.

Isto, apesar de, só desde segunda-feira passada terem chegado a Portugal em vôos directos 3500 passageiros oriundos de Nova Iorque e mais 500 em voos charter do México, de acordo com fonte da ANA - Aeroportos de Portugal e de não estarem ainda a ser aplica- das restrições oficiais nas deslo- cações aéreas mesmo para zo- nas afectadas, de acordo com as regras.

Contudo, a ANA já está a tomar algumas medidas, nomeadamente de intensificação das regras de higiene e limpeza nos locais por onde circulam os passageiros (ver texto em baixo). Nos voos que vêm das zonas mais afectadas, o delegado da Direcção-Geral de Saúde nos aeroportos verifica se há passageiros com sintomas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG