Volvo vai passar a produzir apenas carros elétricos a partir de 2030

A Volvo está empenhada em diminuir o desperdício no fabrico dos carros e, focada numa produção de economia circular, tem metas ambiciosas para os próximos anos. Só vai produzir carros elétricos a partir de 2030 e vai reduzir a produção de materiais de origem animal no fabrico de automóveis. Outro dos objetivos é que 25% dos materiais tenham base biológica ou reciclada até 2025.

"Temos a responsabilidade de fazer parte da solução e rapidamente, não há tempo para atrasos. E a Volvo está a transformar-se rapidamente", destacou Stuart Templar, diretor para a Sustentabilidade da Volvo Cars, esta manhã, na Mobi Summit.

Stuart disse que há um trabalho que tem vindo a ser feito na área da sustentabilidade e que "se orgulha" de a Volvo "definir o ritmo da indústria para a mudança de veículos com emissão zero". "Os números falam por si, a venda de carros elétricos duplicou no último ano. Só 25% das vendas globais da Volvo foram de carros elétricos. E 40% destas só na Europa", exemplificou.

O objetivo é que a partir de 2030 a Volvo só produza carros elétricos e, até 2025, reduza-se a produção de materiais de origem animal no fabrico de automóveis, com 25% dos materiais a terem apenas base biológica ou reciclada. Para concretizar esta meta, já abandonou o uso do couro em todos os seus veículos novos 100% elétricos.

O diretor para a Sustentabilidade da Volvo Cars salientou que os consumidores "esperam este papel de liderança da Volvo na transição para os carros 100% elétricos" e que, por volta de 2025, "50% das vendas serão de carros híbridos e as restantes de elétricos". "É a chave para o mundo termos carros híbridos como norma".

Numa intervenção na qual referiu vários dados, que mostram que a transição para os veículos mais amigos do ambiente está a ser feita, mas a ritmos diferentes pelo mundo, Stuart referiu ainda que "70% dos pontos de carregamento de veículos elétricos estão em três países apenas: Alemanha, Holanda e França". Portugal tem 15 carregadores elétricos por cada 100 quilómetros.

O diretor para a Sustentabilidade da Volvo apelou para "um trabalho em conjunto" da indústria automóvel e do Governo para que se transite "de vez" para carros de emissão zero. "Se não respondemos à altura deste desafio, as futuras gerações não vão perdoar-nos".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG