Vera Pinto Pereira: Mobilidade é mais do que eletrificação

Administradora da EDP falou no painel da Lisbon Mobi Summit dedicado às infraestruturas e redes inteligentes de mobilidade

"Por muito que não conheçamos o futuro, uma ideia é consensual: a mobilidade do futuro será elétrica, autónoma e partilhada", disse a administradora da EDP, Vera Pinto Pereira, no painel da Lisbon Mobilidade Summit, dedicado às infraestruturas e redes inteligentes de mobilidade.

Para a administradora, "a mobilidade do futuro representa uma visão mais ambiciosa do que a simples eletrificação", porque enfrenta o enorme desafio do contínuo crescimento populacional das cidades. Estima-se que até 2030, cerca de 60% da população humana esteja concentrada nos centros urbanos, exemplificou.

Vera Pinto Pereira diz que, enquanto entidade produtora e gestora da infraestrutura, a EDP tem um papel central na promoção da adoção da mobilidade elétrica. Uma tendência em forte aceleração, tendo em conta que em 2010 existiam menos de 100 mil veículos elétricos na União Europeia e hoje há já mais de 2 milhões a nível global.

O contributo da EDP tem várias dimensões, desde a geração de energias renováveis, ao desenvolvimento de redes e parcerias, nomeadamente com as cidades. Mas, no imediato, a administradora da elétrica portuguesa apontou algumas novidades, como seja o lançamento de uma rede de carregadores elétricos rápidos, especificamente destinados a frotas. Os primeiros dois acabam de ser instalados, em Belém.

Outra novidade, hoje apresentada, consiste numa parceria da EDP com o Grupo Barraqueiro, líder de transporte rodoviários, para o desenvolvimento de um autocarro elétrico.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG