Apple mergulha de cabeça no 5G com nova linha de três iPhones

Novos telefones da marca de Cupertino apresentados nesta tarde são um grande "empurrão" para que a indústria de telecomunicações acelere finalmente na implementação da nova geração móvel.

A Apple lançou nesta terça-feira a sua nova linha de iPhones e a grande novidade foi o mergulho total da marca no 5G. Todos os aparelhos são compatíveis com a próxima geração de telecomunicações, que permite velocidades de transferências muito superiores às atuais.

No início da apresentação, o CEO da Apple, Tim Cook, afirma que este ano foi de novo um ano recorde para os telefone da marca, com o iPhone 11 a ser de novo um dos telefones de maior sucesso. E logo de seguida lançou:

"Hoje trazemos 5G aos iPhone"

Esta tecnologia promete ligações de dados até pelo menos o dobro da velocidade do que as atuais.

"Estamos a introduzir o 5G em toda a nossa linha de iPhones", anuncia Tim Cook", quando mostra a primeira imagem do iPhone 12.

O iPhone 12 tem no "coração" o processador A14 Bionic, modelo proprietário da Apple, com 11,8 mil milhões de transístores. Trata-se de um processador de cinco cores que a Apple diz ser 50% mais rápido "do que a concorrência" (seja lá o que isso quer dizer...).

A câmara do iPhone 12 é de dupla lente (não tripla como no 11 Pro).

Eis um exemplo de uma fotografia tirada com o novo iPhone mostrado na apresentação:

O iPhone 12 é compatível com carregamento de bateria sem fios e a Apple promete um novo acessório capaz de carregar o telefone e o Apple Watch em simultâneo.

iPhone 12 mini

Além do iPhone 12, a Apple lança ainda o 12 mini, que promete ter todas as características do seu irmão maior, só que num formato mais pequeno e se anuncia como sendo o "mais pequeno telefone 5G do mundo".

iPhone 12 Pro

Faltava mostrarem o iPhone 12 Pro, com três câmaras, como o seu "irmão" 11. Com ecrã de 6,7 polegadas, que é o maior ecrã alguma vez colocado num iPhone, segundo a Apple.

Há ainda a variante Pro Max, que se anuncia ter a "melhor câmara alguma vez instalada num iPhone", com um sensor 87% melhor em condições de baixa luminosidade.

A Apple anuncia ainda um formato de imagem proprietário, o AppleProRAW, pensado para profissionais.

O Pro passa a poder gravar vídeo em 700 milhões de cores, em HDR (high dinamic range) Dolby Vision, 4k, 60 frames por segundo.

O Pro ainda é capaz de "ler" o ambiente em três dimensões (através de uma tecnologia designada LiDAR), o que permite sobrepor elementos de realidade aumentada com maior eficácia e melhora o sistema de autofocus.

A Apple afirma que os novos modelos ficarão com os mesmos preços dos seus antecessores, em "mais de cem operadoras em todo o mundo".

Em Portugal, no que toca a preços, as coisas são um pouco diferentes:

Segundo o site da Apple, o novo iPhone 12 custa 919 euros e o 12 Pro 1179 euros. As reservas são a 16 de outubro para entrega a 23 desse mês.

Já o iPhone 12 Pro Max custará 1279 euros e pode ser reservado a 6 de novembro para entrega a 13.

Quanto ao mini, (cujo plano de reserva e entrega é semelhante ao Pro Max) este terá em Portugal o preço de 829 euros. Bem mais do que os 699 dólares anunciados nos EUA (isto para um aparelho com apenas 64GB de armazenamento)...

Home Pod Mini

O evento começa pontualmente, às 18.00, com o CEO da empresa, Tim Cook, a anunciar um "produto para a casa". O Home Pod Mini, nova coluna inteligente, equipada com a assistente digital Siri, que vem assim fazer companhia ao já conhecido Home Pod.

Como é habitual na marca, a integração com o iPhone é completa, incluindo feedback tátil quando se aproxima o telefone à coluna (este vibra).

A Siri está integrada na coluna inteligente, com a Apple a anunciar as habituais funcionalidades neste tipo de aparelhos (já encontradas na Alexa ou no Google Assistant), incluindo o reconhecimento de diferentes vozes na família ou a sua utilização para envio de mensagens de voz para outros aparelhos do género.

O custo anunciado do Home Pod Mini nos EUA será de 99 dólares (mais impostos).

Mais Notícias