Unesco distingue organização portuguesa por trabalho em Moçambique

Organização Girl Move foi reconhecida pela academia de liderança para empoderar as mulheres em Moçambique.

A Unesco distinguiu pela primeira vez uma organização portuguesa com o prémio para a educação de raparigas e mulheres. A associação Girl Move foi premiada pela sua academia de liderança para mulheres em Moçambique.

A Girl Move Academy desenvolve círculos de mentoria intergeracionais que potenciam o talento e liderança feminina. O movimento junta jovens mulheres de diferentes idades e em distintas fases de desenvolvimento para se inspirarem, apoiarem e transformarem mutuamente.

O objetivo desta Academia de Liderança é alterar o contexto social existente com a criação de novos modelos de referência e desta forma contribuir para uma sociedade mais equitativa e com mais oportunidades para as mulheres.

"A atribuição do Prémio da UNESCO é o reconhecimento que estamos a trabalhar no caminho certo, criando impacto e transformação real na sociedade. Ativar o talento e a liderança desta nova geração torna-nos parte de uma missão maior de transformar Moçambique, Africa e a humanidade num lugar melhor e mais sustentável", considera a co-fundadora e presidente executiva da Girl Move, Alexandra Machado, citado em comunicado de imprensa.

Em Moçambique, cerca de 45% das raparigas casam ou engravidam antes dos 18 anos, 31% transitam para o ensino secundário e apenas 2% completam a universidade.

Com a sua intervenção, desde 2014, a Girl Move tem vindo a inverter esta realidade e já contribuiu para transformar a vida de milhares raparigas e jovens mulheres em Moçambique. Depois da frequência na Academia, cerca de 100% das jovens licenciadas, que passaram pelo programa em menos de 3 meses, conseguiram ingressar numa carreira de impacto, e 90% das raparigas adolescentes transitaram para a escola secundária (vs 30% de acordo com dados nacionais).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG