Turismo no centro bateu recordes em 2016

Número de dormidas chegou perto dos cinco milhões

O número de dormidas no centro aumentou em 2016 para 4.9 milhões, um crescimento de 9,74%, que fez do ano passado "o melhor ano de sempre para a atividade turística no Centro de Portugal", segundo um comunicado do Turismo Centro Portugal.

Dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística sobre o turismo revelaram que o número de cidadãos estrangeiros e nacionais que optaram pela zona centro do país aumentou respetivamente 12,3% e 7,9%.

Além disso, os turistas que têm visitado a zona são "de maior condição económica" e têm gasto mais dinheiro na região. "No total, as dormidas em hotelaria no Centro de Portugal renderam 228,5 milhões de euros, números muito animadores para os empresários", continua o comunicado.

"Estes números comprovam que a estratégia que definimos é a correta", escreveu Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal. "O centro tem vindo a ganhar espaço como destino na perceção dos turistas, a nível nacional como internacional. É uma região que reúne condições ótimas para ser um destino atrativo, devido à sua grande diversidade de recursos turísticos e possibilidades de visita".

"É um território singular, único e ao mesmo tempo diversificado, capaz de atrair o turista mais curioso e exigente", continuou o presidente. "Mas ainda há um enorme potencial de crescimento: isto é apenas o começo".

O Turismo Centro de Portugal acredita que o ano 2017 será melhor que o anterior, tendo em conta a tendência de crescimento.

O INE revela que 2016 foi um ano de evolução positiva para o turismo em todo o país, com o número de hóspedes a aumentar 9,8% para 19,1 milhões e as dormidas 9,6% para 53,5 milhões, em termos homólogos. Com Lusa

Mais Notícias

Outras Notícias GMG