Taxa nos refrigerantes aumenta preços para consumidores. Consumo desce

Estado prevê arrecadar 80 milhões de euros este ano com impostos sobre açúcar nas bebidas

Seis meses depois da entrada em vigor, a tributação adicional dos refrigerantes e bebidas açucaradas está a ter consequências diretas para os consumidores, que estão a pagar mais por estas bebidas. Como consequência, há uma diminuição do consumo nos super e hipermercados e um aumento do consumo mais baixo nos hotéis, cafés e restaurantes, de acordo com a indústria.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias