Setor dos alimentos congelados cresce apesar de queda nas exportações

As exportações deste setor caíram e as importações cresceram, em 2017. O défice da balança comercial registou o melhor resultado dos últimos dez anos.

O setor dos alimentos congelados tem mantido uma tendência de crescimento, impulsionado pela dinâmica das vendas ao exterior. Segundo o estudo da Informa D&B, o setor manteve-se estabilizado apesar da queda das exportações, cujo mercado principal continua a ser a vizinha Espanha, com o mercado brasileiro a ganhar potencial. Já o défice comercial atingiu o maior valor dos últimos dez anos, atingindo os 519 milhões de euros em 2017.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG