Serviço postal universal "não tem custos para o contribuinte", diz Gestmin

Maior acionista dos CTT, com 12,58%, reage a notícia que deputados do PS pretendem nacionalização dos Correios

"Não entendemos porque é que esta questão [da nacionalização dos CTT] foi levantada neste momento. O que temos assistido até agora são repetidas declarações públicas do Governo relativamente à estabilidade e irreversibilidade do contrato de concessão", reagiu fonte oficial da Gestmin, com 12,58% o maior acionista dos CTT, à notícia avançada pelo Público de que deputados do PS pretendiam a nacionalização do operador postal. O contrato de concessão, que define a prestação do Serviço Postal Universal (SPU), "ao contrário do que acontece em diversos países europeus, não tem qualquer custo para os contribuintes", frisa fonte oficial da Gestmin, em declarações ao Dinheiro Vivo.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG