"Sem força anímica". Diretora-geral do Tesouro justifica demissão

Elsa Roncon clarifica que a saída não tem qualquer relação com a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos

"Com a perspetiva de voltar a ter uma tutela bicéfala senti-me sem força anímica para iniciar um novo ciclo". Elsa Roncon justificou este domingo o pedido de demissão do cargo de diretora-geral do Tesouro com o regresso da tutela da DFTF a duas secretarias de Estado, segundo as declarações prestadas ao Jornal de Negócios.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG