Santander Totta descobriu "situações" inesperadas no balanço do Banif

Presidente do banco, Vieira Monteiro, admitiu que o Santander poderia ter perdido interesse na compra se as "situações" fossem conhecidas na altura

O presidente do Banco Santander Totta, Vieira Monteiro, revelou hoje que foram detetadas "situações" inesperadas no balanço do Banif, sem querer especificá-las, mas dizendo que se fossem conhecidas na altura da compra, até podiam ter retirado o interesse na operação.

"Atualmente, tivemos conhecimento de certas situações que estão no balanço do banco", afirmou o gestor durante a conferência de imprensa de apresentação de resultados do Santander Totta, em Lisboa, recusando-se a identificá-las.

E reforçou: "Houve certas situações que, se calhar, se soubéssemos nem sequer teríamos apresentado a proposta".

Apesar da insistência dos jornalistas, Vieira Monteiro escusou-se a dar mais detalhes, reservando essa explicação para "a altura certa".

Questionado se havia situações criminais no Banif, o responsável disse que esse tipo de questões teria que ser averiguado pelas autoridades.

"Situações criminais ou não criminais, isso, caberá às autoridades atuar. Nós não fazemos este tipo de coisas", disse.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG