Saiba quais são as três freguesias de Lisboa com os preços de venda de casas mais elevados no verão

Relatório de análise do mercado imobiliário nos meses de junho, julho e agosto indica que ​​​​​Belém é a freguesia mais cara para comprar casa em Portugal

As freguesias de Belém, Avenidas Novas e Parque das Nações, em Lisboa, registaram os preços médios de venda de apartamentos mais altos em Portugal durante os meses de verão, segundo um estudo da plataforma de dados imobiliários Casafari.

De acordo com o relatório de análise do mercado imobiliário nos meses de junho, julho e agosto, divulgado esta quinta-feira, o preço médio de venda dos apartamentos em Belém avançou de 816 888 euros no início do verão para 866.229 euros em agosto, valores que fazem desta freguesia a mais cara para comprar casa em Portugal.

Seguem-se as Avenidas Novas e o Parque das Nações, onde os apartamentos para venda atingiram em agosto o valor médio de, respetivamente, 794 993 e 721 869 euros.

Em sentido inverso, os locais com o preço médio de venda de apartamentos mais baixo foram Salir (Loulé), Beato (Lisboa) e Bonfim (Porto), com o estudo a revelar que Salir é a única freguesia onde o valor medo foi inferior aos 200 mil euros.

A análise ao preço por metro quadrado dos apartamentos para venda indica, por seu lado, que o 'top' das freguesias mais caras é integrado pelas freguesias de Santo António, Avenidas Novas e Misericórdia, todas em Lisboa e a registarem valores, entre os 6316 euros e os 7143 euros.

Já Salir (Loulé), São Clemente (Loulé) e Ramalde (Porto) são as freguesias com os preços médios por metro quadrado mais baixos, entre 1751 euros e os 2317 euros.

Arrendamento. Freguesias de Santo António, Avenidas Novas e Parque das Nações com os preços médios mais elevados

Relativamente às variações percentuais, os Olivais, em Lisboa, a União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, no Porto, e Quarteira, em Loulé, foram os locais com maiores aumentos dos preços médios, com as subidas a situarem-se entre os 10,5% e os 9%. Inversamente, no Beato e em Marvila, os preços caíram 4,9% e 2,3%, respetivamente, entre junho e agosto.

Já no que diz respeito a apartamentos para arrendamento, o estudo da Casafari indica que as freguesias lisboetas de Santo António, Avenidas Novas e Parque das Nações registam os preços médios mais elevados: 1646 euros, 1582 euros e 1396 euros, respetivamente, enquanto a Penha de França, Ajuda e o Beato têm os preços médios de arrendamento mais baixos, situando-se entre os 865 e os 764 euros.

O domínio das freguesias de Lisboa no que diz respeito aos preços médios de apartamentos para venda e para arrendar não tem paralelo quando está em causa a venda de moradias. Neste caso, segundo o estudo, o 'top' é formado por Almancil (Loulé), onde o preço médio foi de 1.445.316 euros; União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde (Porto), com 1.059.073 euros; e Comporta, com 851.308 euros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG