Ryanair. Deco alerta que cobrança por "check-in" antecipado é ilegal

A Ryanair cobrou 4 euros aos passageiros que, devido ao apagão do site e da app da Ryanair, foram obrigados a fazer 'check in' antecipado.

A eventual cobrança pela Ryanair de quatro euros aos passageiros com voos marcados para esta quarta e quinta-feira e que, por indisponibilidade dos serviços "online" da companhia, tiveram de fazer "check in" antecipado "é ilegal", alerta a Deco.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG