Rumo do país deve ser percorrido "sem recuos ou impasses"

Na intervenção inicial no debate do Estado da Nação, Costa adverte que o caminho a percorrer será feito sem "sem recuos ou impasses".

O primeiro-ministro defendeu hoje que Portugal está melhor do que em 2015 porque houve mudança com uma nova maioria, mas advertiu que o caminho tem de percorrer-se “sem recuos ou impasses” com estabilidade e manutenção da confiança.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG