Recuperação de apoio ao BPP ajuda a aguentar problemas da Câmara de Lisboa

Saldo orçamental beneficia de “efeito positivo” com recuperação da garantia ao BPP, mas “é penalizado" pelas indemnizações devidas pela CML, diz CFP.

A recuperação de parte da garantia dada pelo Estado há uns anos ao Banco Privado Português (BPP) sofreu mais um atraso. Em vez de ter sido recebida em 2018, como estava previsto, o valor de 197 milhões de euros transitou para este ano, revela o Conselho das Finanças Públicas. O atraso nesta receita especial acaba por ser decisivo para enfrentar despesas temporárias nas contas públicas de 2019, como, por exemplo, mais 170 milhões de euros de indemnização que a Câmara de Lisboa (CML) terá de pagar à Bragaparques por causa dos terrenos da antiga Feira Popular.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG