Queda da produção na Europa faz disparar preço do vinho a granel

Espanha, França e Itália vão ter menos vinho, por causa das geadas e da seca. Em Portugal, apesar da colheita maior, os preços também crescem

A forte quebra da produção nos principais países vitivinícolas europeus, como a Espanha, França e Itália, está a fazer disparar os preços do vinho a granel. Só em Castilha La Mancha, o acréscimo é da ordem dos 65 a 70%. Apesar da forte seca, Portugal é uma exceção, porque se espera uma campanha um pouco maior. Nem por isso, os preços deixaram de crescer. No Alentejo, por exemplo, os preços do granel praticamente duplicaram desde 2010, o último ano de grande produção em Portugal. O presidente do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), Frederico Falcão, admite que a tendência é para que continuem a subir "à medida que a procura aumenta".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG