Produção de vinho recuou nas regiões afetadas pela seca

A produção de vinho aumentou 11%, mas há zonas do país onde os efeitos da seca foram notórios. Os vinhos verdes escaparam.

A região do Minho, onde são produzidos os vinhos verdes, foi, das regiões menos afetadas pela seca e acaba por crescer mais do dobro do que se previa (32% conta a estimativa de 15%). Pelo contrário, no Alentejo, a quebra foi de 9%, quando se previa para 2017/18 uma variação nula face a 2016/17.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG