Presidente promulga OE, mas deixa alertas sobre investimento

Rebelo de Sousa diz que ausência de desagravamento fiscal pode limitar capacidade de famílias e empresas responderem a uma desaceleração.

O Presidente da República promulgou esta sexta-feira o Orçamento do Estado para 2019, com dúvidas quanto à capacidade de o governo, num cenário doméstico e externo mais adverso, conseguir manter o equilíbrio entre rigor nas contas públicas e medidas para promover o crescimento, e de as famílias e empresas portuguesas conseguirem responder a um cenário de desaceleração.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG