Pandemia trava crescimento da Raspadinha. Jogo perde 278 milhões em apostas

Em abril do ano passado, mês marcado pelo confinamento geral do país, as vendas da Raspadinha caíram 61% face ao mês homólogo de 2019.

A Santa Casa registou 2.768 milhões de euros de vendas brutas dos jogos sociais em 2020, menos 591 milhões face a 2019. Raspadinha, Euromilhões e Placard foram os mais penalizados pela pandemia.

Em abril do ano passado, mês marcado pelo confinamento geral do país, as vendas da Raspadinha caíram 61% face ao mês homólogo de 2019.

A Raspadinha, o jogo social mais popular em Portugal, gerou vendas brutas de 1.440 milhões de euros em 2020, registando uma quebra de 16,2% face a 2019. Foi o terceiro jogo com mais impacto nas vendas brutas dos jogos sociais geridos pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), provocado pelas restrições impostas para travar a pandemia da covid-19.. Em abril, mês marcado pelo confinamento geral do país, as vendas da Raspadinha caíram 61%.

O ano de 2020 ficará marcado na história dos jogos da Santa Casa. As vendas brutas dos jogos sociais atingiram os 2.768 milhões de euros, menos 17,6% (ou 591 milhões) quando comparado com o exercício de 2019, o que acabou por traduzir um volume de vendas líquidas de 709 milhões, uma descida de 18,2%.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG