Optima Sportswagon. A carrinha Kia com nome certo

Depois da berlina, a Kia avança com a carrinha da família Optima. Oferta de topo na gama portuguesa, esta Sportswagon é mais uma prova do amadurecimento, em toda a linha, do construtor sul-coreano. Para ver com atenção, até pelo preço e pelo muito equipamento que oferece

Os preconceitos devem ter acabado, a julgar pelo número crescente de modelos Kia que circulam em Portugal - e por essa Europa fora. O "assalto" a um segmento onde os premium jogam papel importante para um emblema que se assume como o mais desportivo do gigantesco grupo Hyundai, é um passo arrojado. Mas uma marca que já "pescou" quadros importantes na VW e no divisão M da BMW, pode, como se prova, caminhar de forma segura. Tanto que se o primeiro Optima convencia pouco, este toca nos antípodas e faz jus ao nome! E foi desenvolvido à medida do Velho Continente.

Em matéria de estilo, os genes que têm gerado consenso estão lá. Gosto, cada um tem o seu, mas ao equilíbrio das proporções junta-se uma imagem que empresta sobriedade a um carro com os imprescindíveis toques de modernidade. E muito mais desportivo na versão GT Line, com outra grelha e uma traseira mais elaborada, e na qual pontifica o difusor que integra duas saídas de escape.

No interior, aposta semelhante no design, instrumentação e comandos e na qualidade dos materiais e, sobretudo, dos acabamentos. Transmite-se uma ideia de solidez na montagem e a ideia de que aquele ambiente vai "dispensar" os ruídos parasitas.

O grande ecrã tátil domina um tablier aproveitado para uma disposição simples e horizontal dos diversos controlos. Só o prolongamento da consola onde estaa o seletor de velocidades e o travão de mão elétrico contrasta com o seu revestimento cinzento prata (pode ser preto acetinado).

A prática só nos confronta com um pormenor menos prático. Verdade que os botões são poucos, mas dava jeito mais um para usar o ecrã sem ser através do toque. É um percurso que muitos construtores estão a fazer. Neste caso, pode ser questão de tempo.

Surpreendente é o espaço disponível, sobretudo para quem se senta atrás ate se traça as pernas com naturalidade. Do melhor que se encontra no mercado. Nem é preciso sacrificar algum conforto à frente! A bagageira vem na mesma linha - de 552 a 1686 litros com os bancos rebatidos (40:20:40), mais o fundo falso, a rede de segurança, calhas, e a barra para travamento da carga. E até o portão e elétrico, logo na versão de entrada.

E aí vem outro aspeto que chama a atenção: o equipamento, extensa lista que vai da segurança ao conforto. E logo no TX conta, por exemplo, com navegação, máximos automáticos, sensores de luz e chuva, câmara de apoio ao estacionamento, chave inteligente e botão start, bluetooth, ar condicionado automático com ventilação traseira, apoio ao arranque em subida - uma lista que vale a pena consultar e que é muito mais rica no GT Line.

Em termos dinâmicos não estaremos perante uma máquina. Sob o capô está o diesel 1.7 de 141 cv, com caixa manual de seis velocidades ou a transmissão automática de sete velocidades e dupla embraiagem (DCT) com patilhas no volante, escolha que potencia a agradabilidade de condução. E pode-se falar nestes termos porque o binário de 340 Nm ajuda a desfrutar com prazer da Sportswagon., que revela agradável capacidade de resposta ao acelerador. Claro que uma coisa são duas pessoas a bordo, outra o carro e a mala a abarrotar...

Generoso, confortável, eficaz a Optima Sportwagon surpreende ainda quando se sabe que o preço de lançamento pode ser de 31 300euro, para quem recorra ao crédito da marca, e que a caixa automática implica mais 2 590 euros. O GT Line, com o mesmo desconto de lançamento custa 36 620 euros.

FICHA TÉCNICA

Motor: 1685 cc, turbodiesel, injeção direta, start/stop

Potência: 141 cv/4000 rpm

Binário máximo 340 Nm/1750-2500 rpm

Transmissão: manual de seis velocidades ou automática, dupla embraiagem. Sete velocidades

Aceleração 0-100: 10,2 s (11,1s)

Velocidade máxima: 200 km/h

Consumos: urbano -5,2 l/100 (5,2); estrada - 3,8 (4,2); misto - 4,4 (4,6)

Emissões de CO2: 113 g/km (120 g/km)

Mala: 552/1686 litros

Preço: desde 31 330euro (36 620euro GT Line DCT)*

Entre parêntesis, valores para a caixa automática

* preços com campanha de promoção

Mais Notícias

Outras Notícias GMG