China Three Gorges quer manter EDP com sede e cotada em Portugal

O consórcio chinês afiança que, apesar da OPA, pretende que a energética continue a ser sediada em território nacional e cotada na bolsa de Lisboa

A China Three Gorges, que hoje anunciou a decisão de lançar uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a EDP, pretende que a elétrica se mantenha com identidade portuguesa, com sede e cotada em Portugal, segundo o anúncio da operação.

A China Three Gorges anunciou hoje a decisão de lançar uma oferta pública geral e voluntária, em dinheiro, sobre a totalidade do capital social da EDP -- Energias de Portugal, SA ("EDP"), excluindo as ações atualmente detém.

No anúncio preliminar da OPA, divulgado através da CMVM, a China Three Gorges diz que "pretende ainda assegurar que a Sociedade Visada [EDP] se mantenha como um ativo estratégico importante, com identidade portuguesa, cotada no Mercado Regulamentado Euronext Lisbon e sedeada em Portugal, preservando um elevado nível de autonomia e os mais altos padrões de 'corporate governance'".

A China Three Gorges afirma ainda que procurará manter "uma política de dividendos estável, não abaixo do que foi divulgado no último plano de negócios" da EDP.

A China Three Gorges oferece 3,26 euros por cada ação da EDP, sendo que o valor total da oferta pública relativamente a 100% do capital social da elétrica corresponde a 11.848 milhões de euros (9.074 milhões de euros, excluindo as ações já detidas pelos chineses).

A China Three Gorges detém 850.777.024 ações da EDP, representativas de 23,27% do capital social da empresa liderada por António Mexia.

Caso a OPA tenha sucesso, a China Three Gorges afirma, em comunicado, que "cumprirá a sua obrigação legal de lançar uma oferta pública obrigatória sobre 100% do capital social da EDP Renováveis (EDPR), excluindo as ações já detidas pela EDP, a 7,33 euros por ação.

A China Three Gorges diz ser sua "intenção [...] assegurar que as ações da EDPR permanecem admitidas à negociação em Portugal".

Os títulos da EDP encerraram o dia de negociações de hoje a ganhar 0,75% para 3,11 euros, e os da EDPR avançaram 0,58% para 7,85 euros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG