"OMS só tem 10% dos fundos necessários para combater epidemia"

Diretor-geral da OMS diz que há "larga discrepância" entre as verbas necessárias e as comprometidas. Só para vacinas são 100 mil milhões de dólares.

Há uma "larga discrepância" entre os fundos necessários para combater a pandemia do coronavírus e os fundos efetivamente comprometidos, disse o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, esta segunda-feira. Nesta matéria, "a OMS está apenas a 10% do caminho para financiar os biliões de dólares necessários", precisou.

Mais de 19,9 milhões de pessoas foram infectadas pelo coronavírus, identificado na China em dezembro de 2019, em todo o mundo e 729.883 morreram, de acordo com a Reuters.

"Os próximos três meses apresentam uma janela de oportunidade crucial para dimensionar o impacto do acelerador ACT (Access to Covid) em termos de um impacto global", disse Tedros numa conferência de imprensa em Genebra, referindo-se ao "Acesso às ferramentas COVID-19".

No entanto, alertou, "para explorar essa janela, temos que ampliar fundamentalmente a forma como estamos a financiar o acelerador ACT e priorizar o uso de novas ferramentas". Há uma grande distância entre a nossa ambição para o acelerador ACT e a quantidade de fundos que foram comprometidos.

"Só para as vacinas, serão necessários mais de 100 biliões de dólares", disse Tedros. Mas, ao mesmo tempo, lembrou que "nunca é tarde para reverter a pandemia". A mensagem é "restringir, restringir, restringir".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias