O que compram os portugueses na Mercadona em Portugal?

Nestas quatro primeiras semanas de Mercadona em Portugal, mais de 70% das compras do retalhista já passaram a ser feitas no distrito do Porto

Os portugueses já tinham duplicado as suas compras nos últimos seis meses antes da abertura do primeiro supermercado Mercadona, no Canidelo, Vila Nova de Gaia, ainda assim 78% dos atuais compradores nacionais estão a ir à cadeia pela primeira vez, segundo dados da Kantar Worldpanel.

"Há um ano, já mais de metade dos portugueses tinha pelo menos ouvido falar destes supermercados", diz a empresa de estudos de mercado. "Na altura, as principais características que lhe eram atribuídas pelo comprador português estavam bastante focadas na boa relação qualidade/preço e no facto de haver "sempre bons preços'", refere ainda em nota enviada às redações.

A primeira loja Mercadona em Portugal abriu no início do mês em Canidelo, tendo a cadeia espanhola aberto, ao ritmo de um por semana, os supermercados em Sousa Aroso (Matosinhos), Vermoin (Maia) e Fânzeres (Gondomar). Quatro lojas de um total de 10 esperadas para ainda este ano nos distritos do Porto, Braga e Aveiro.

"A estratégica abertura de 4 lojas na zona norte de Portugal começa já a evidenciar uma importante dinamização geográfica das compras portuguesas", refere a Kantar Wordlpanel. "Se anteriormente, metade das compras eram feitas pelos residentes do distrito de Faro e Portalegre que se deslocavam a Espanha, nestas quatro primeiras semanas de Mercadona em Portugal, mais de 70% das compras do retalhista já passaram a ser feitas no distrito do Porto".

A chegada do retalhista espanhol à zona do Grande Porto fez com que cerca de 8 em cada 10 dos seus atuais compradores portugueses sejam completamente novos para a insígnia. E o que levam no cabaz? Frescos.

Esta categoria é o principal impulsionador das compras nas lojas nacionais e na Mercadona essa tendência mantém-se. "Os frescos foram também na Mercadona os produtos mais comprados nestas primeiras visitas, sobretudo o pão, as frutas, os legumes, mas também carne e peixe frescos", informa a Kantar.

Mas com uma diferença. "Comparando com o padrão de compra mais comum dos portugueses, encontra-se nestas cestas uma presença acima de média de produtos de Higiene, Beleza e Limpeza Caseira, tais como desodorizantes e guardanapos de papel", refere a empresa de estudos de mercado.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias