Novo paradigma dos produtos imperfeitos mas viáveis pode mudar as TI

As aplicações informáticas não devem ser perfeitas à primeira tentativa. Há que desenvolvê-las juntamente com as áreas de negócio.

Fazer, mesmo que imperfeito, é melhor do que não fazer. Ir melhorando um produto à medida que é desenvolvido e é posto em contacto com o mercado é melhor do que querer fazer tudo bem à primeira. Chavões que hoje dão corpo a um novo paradigma no desenvolvimento de novos produtos: o minimum viable product (MVP) ou produto minimamente viável. Esta ideia tem sido muito útil não só às startups como a todas as organizações que querem manter o ritmo e surpreender com novos softwares e aplicações web e mobile.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG