Marianne Thyssen: “Flexibilidade traz também incerteza”

Comissária europeia diz que países têm de adaptar regras para um mercado de trabalho com mais de 40% sem vínculos convencionais.

A comissária para o Emprego, Assuntos Sociais, Competências e Mobilidade Laboral, Marianne Thyssen, defendeu esta terça-feira, em Cascais, que o mercado de trabalho europeu está em recuperação, mas que esta “permanece frágil”, com níveis ainda elevados de desemprego jovem e de longo termo, e de precariedade.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG