Limite de isenções da ADSE pára nos 635 euros e deixa de acompanhar o salário mínimo

O valor que isenta aposentados de descontos vai ficar em 635 euros. Já o salário mínimo evoluir em 2021 para 665 euros.

O limite máximo de rendimentos para isentar de contribuições os beneficiários da ADSE aposentados com salários baixos não vai aumentar com a subida do salários mínimo, ficando em 2021 em 635 euros, quando a retribuição mínima mensal garantida passará aos 665 euros.

O anúncio foi feito esta terça-feira pela ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, ao dar conta das novas regras sobre descontos para a ADSE que permitirão alargar, de forma facultativa, o subsistema de saúde da função pública aos trabalhadores com contrato individual de trabalho.

Em atualização

Mais Notícias

Outras Notícias GMG